Sobre a contemporaneidade do blogue

A presença digital das organizações tem vindo a diversificar-se ao longo do tempo, no sentido de responder a diferentes públicos e de dar visibilidade à missão que lhes dá razão de ser.

A criação de uma identidade digital forte é, por isso, uma das preocupações das organizações que têm apostado cada vez mais, para além dos sites institucionais, na criação de blogues, revistas digitais, canais de podcasts e de vídeo, para além de uma aposta forte nas redes sociais.

Esta identidade digital permite alargar a ligação com o público alvo, favorecendo uma relação mais próxima. Desta forma, os leitores sentem a necessidade de consultar com regularidade os canais de comunicação da organização, pois sabem que encontram aí conteúdos relevantes e atuais.

O blogue tem a particularidade de assumir a forma de diário, organizado cronologicamente, o que lhe empresta um caráter mais intimista e mais próximo do leitor.

Caracteriza-se pela publicação periódica e regular de artigos de relevo, geralmente sucintos, que podem ser da autoria dos curadores/ bloggers ou podem remeter para artigos de fundo, cabendo, neste caso, ao curador a atribuição de valor ao que está a apresentar ao leitor, através de uma explicação simples e estruturada que permita uma antevisão do artigo cuja leitura se propõe.

Apesar da estrutura cronológica do blogue, o sistema de categorias e etiquetas e a possibilidade de misturar texto, hipertexto e elementos multimédia conferem-lhe funcionalidades que o catapultam para a liderança dos canais digitais.