Eu… leitor | Teresa Calçada | Comissária do PNL2027

© Fotografia de Pedro Loureiro | Revista LER |

Eu leitor, eu leitora.

Acho que eu sou uma leitora de sempre, para sempre. Eu continuo a ler, a ler bastante.

Não sou uma leitora muito rápida. Leio lento, mastigo… mastigo bastante as frases – gosto muito de PALAVRAS, das suas sonoridades, da maneira como elas estão acondicionadas na composição narrativa, dos seus múltiplos significados.

E isso que para mim é um imensíssimo prazer, é a essa arquitetura que fico presa, disponível para ver o outro lado do espelho. Portanto, é um prazer que vem daquilo que também considero ser o meu objeto preferido do mundo que eu conheço – que são as palavras.

Eu adoro PALAVRAS!

Desde miúda que eu tive a felicidade e o privilégio de entrar no mundo da ficção, das histórias, de histórias de encantar como já algumas vezes disse… por uma espécie de tio-avô, com uma maneira de falar abrasileirada. Ele contava-me histórias, lia-me livros…  dava-me livros. Ainda tenho um ou outro livro que faz parte do meu património afetivo. Eu era muito pequenina e as histórias foram sendo pela vida fora, conforme a circunstância, os períodos, grandes e insubstituíveis amigos.

Não me lembro muito bem de ler livros na escola, a escola primária, onde entrei já a saber ler, porque queria muito ler com o meu pai o jornal que ele trazia para casa ao fim do dia, não tem, para mim, nem memória nem uma grande marca. Lembro-me mais de ser adolescente e de querer livros que me ensinavam qualquer coisa que não o trivial… tinha uma certa atração pelo não evidente, pelo diferente… Aos livros, à literatura, juntaram-se sempre o cinema e as artes. Formas de liberdade de pensar e de luta contra a opressão política e dos costumes que então se vivia no nosso país.

… Depois cursei filosofia o que naturalmente convidava a estudar, a ler e, como na faculdade só nos ensinavam até à época moderna, eu lia o que podia dos pensadores contemporâneos.

… Depois vieram outras leituras, muitas coisas de política, de sociologia, muitos ensaios, embora nunca deixasse as artes e a poesia.

Ainda continuo uma leitora que entra numa livraria e compra por impressão, não me custa comprar e ler um livro sobre o qual não sei muito, desde que abra a minha curiosidade e desperte a vontade de saber o que sei que não sei.

No meu caso, os livros em papel são o meu território, mas não tenho nenhum preconceito com outros formatos, especialmente na ficção. Tenho uns livros em digital para as situações de emergência… a minha relação maior é com o papel, com os livros em papel … digamos que se ajustam melhor à lentidão que, em mim, é importante como leitora.

Se preferir oiça o registo áudio:

Conteúdo relacionado:

Artigos

Vídeos

Podcasts

One thought on “Eu… leitor | Teresa Calçada | Comissária do PNL2027

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s